Alunos chineses do ensino médio fazem filme abordando questões LGBT

Publicado por

Apesar de algumas proibições e tabus culturais,  equipe de 37 jovens produziu, dirigiu e estrelou um filme projetado para aumentar a conscientização pública sobre um grupo “amplamente ignorado”.

9b394a6e-7069-11e7-9a9a-a7d2083b6658_1280x720_201833.jpg

#HQAcessível: a imagem é uma montagem, em fundo branco,  de uma criança vestindo camisa branca e jaqueta preta. As partes do corpo dela parecem pertencer a diferentes pessoas. À direita, lê-se caracteres em chinês. Fonte: South China Morning Post

Publicado no South China Morning Post

Um grupo de estudantes do ensino médio, em Pequim, fez um filme sobre a vida de uma menina trans, numa tentativa de aumentar a conscientização pública sobre a questão; informou a mídia local.

A produção de 75 minutos, intitulada “Flee “, conta a história de Zhang Wangan; ela foi designada menino ao nascer e, em idade escolar, se identifica como uma menina. Ao se ver neste processo, ela tenta chegar a um acordo com suas emoções, contando com a ajuda de seus amigos.

O filme, que levou cerca de um ano para ser feito, não só estrelou, mas foi dirigido e produzido por 37 alunos da divisão internacional da Escola Secundária afiliada à Universidade Renmin da China.

Hu Ranran, diretora do filme, disse que queria fazer um filme sobre LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros), pois sentia que eles eram amplamente ignorados pela sociedade. “Nossa geração adquiriu mais conhecimento e explorou esse campo devido a uma mudança no ambiente educacional, mas muitas pessoas ainda não sabem que existe um grupo de pessoas”, disse ela.

Hu e três colegas lançaram o projeto no ano passado, depois de completarem suas candidaturas a universidades estrangeiras. Sem orçamento para trabalhar, prepararam o equipamento, os figurinos e os próprios locais. Cerca de 70% do filme foi filmado na área da escola, segundo o relatório.

Hu ainda disse que ela assistiu muitos filmes e documentários com temas LGBT e falou com várias pessoas transgêneros para ajudá-la a criar um script autêntico. O ator principal, Zhang Yuge, também enfrentou o desafio de usar roupas e maquiagem feminina e aprender a comportar-se como uma mulher.

A inspiração para o projeto também surgiu de discussões em uma aula de psicologia. Apesar de a coordenação da escola permitir que o filme fosse filmado em suas dependências, a produção não foi selecionada para ser exibida no festival de cinema escolar.

“Ainda é um tópico sobre o qual os pais estão envergonhados de falar, incluindo meus pais”, disse Hu. “Depois que eles viram o filme, eles falaram sobre eu começar a atuar, mas não nesse campo”.

Vários clipes do filme foram compartilhados online, mas não está claro por quanto tempo eles permanecerão disponíveis. Isso porque, recentemente, a China Netcasting Services Association anunciou novos regulamentos que proíbem vídeos online de mostrar qualquer coisa classificada como “relacionamento sexual anormal”.(sic).

*O HQ da vida é um podcast sobre LGBT+. Ouça nosso podcast no soundcloud ou  em seu app de preferência em seu celular.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s